UFOP

Universidade Federal de Ouro Preto

Escola de Medicina

Laboratório Multiusuário de Práticas Simuladas

PRÁTICAS SIMULADAS PARA OTOSCOPIA

ORELHA EXTERNA

A orelha externa é formada pela orelha (pavilhão auricular), que se projeta a partir do lado da cabeça e coleta as ondas sonoras, e pelo meato acústico externo, que conduz o som até a membrana timpânica (STANDRING, 2010).

A superfície lateral da orelha é irregular, com várias depressões e elevações. A margem curva e proeminente é chamada de hélice. Esta estrutura apresenta um pequeno tubérculo posterossuperiormente, o tubérculo auricular. A antélice é uma elevação curva, paralela e anterior à parte posterior da hélice. Ela se divide em dois ramos e entre eles forma-se uma depressão, a fossa triangular. A depressão entre a hélice a antélice é a escafa. A concha é a depressão mais profunda, sendo circundada posteriormente pela antélice.

Além disso, ela é incompletamente dividida pelo ramo da hélice, formando uma área conchal superior, a cimba, e uma área conchal inferior, a cavidade. O trago é uma aba curva, localizada abaixo do ramo da hélice e com projeção posterior, sobrepondo-se ao orifício meatal. O antítrago é uma estrutura oposta ao trago e separada dele pela incisura intertrágica. Logo abaixo da incisura, é possível localizar o lóbulo da orelha, que é composto de tecidos adiposos e fibrosos e vasos sanguíneos (STANDRING, 2010).

CONTATO: 3559-1059 | LaMPS@ufop.edu.br

Solutions

Solutions

Soluções para suas ideias

D-Otoscopy v1.0

Copyright © 2022 Universidade Federal de Ouro Preto

Um projeto aberto desenvolvido por: